Minha nova obsessão é procurar boas trilhas sonoras de filmes. E, não por coincindência, as melhores trilhas sonoras têm me parecido aquelas de alguns dos filmes que eu mais gosto.

Selecionei cinco pra esse post:
1. As Virgens Suicidas (EUA, 2000)

(leia crítica do Mosaico aqui) O filme de estreia da diretora Sofia Coppola é baseado no livro homônino de Jeffrey Eugenides e conta a história dos Lisbon, família conservadora que vive num subúrbio americano dos anos 70. As vidas do casal Lisbon e das suas filhas -Lux, Therese, Mary e Bonnie - se transformam após o suicídio da mais jovem delas, Cecilia. A trilha sonora foi concebida pelo duo francês Air e sem dúvida caiu como uma luva. É melancólica e bonita. Não tem como ouvir Playground Love sem se sentir novamente imerso no mundo de Lux Lisbon e suas irmãs. Além desta, há também uma trilha secundária com canções dos anos 70 (nela estão especialmente as músicas que ouvimos na cena em que as Lisbon trocam telefonemas com os garotos da vizinhança). Aqui você fazer o download da trilha.


2. O Fabuloso Destino de Amelie Poulain (França, 2001)
(leia crítica do Mosaico aqui) Quase todo mundo que vê O Fabuloso Destino de Amelie Poulian fica encantado não apenas com a sensibilidade da história, com a atuação doce de Audrey Tautou ou com a fotografia que realça a beleza do cenário francês, mas também com a trilha sonora. O filme de Jean Pierre Jeunet encanta pelas canções, todas compostas pelo multiinstrumentista francês Yann Tiersen (também responsável pela trilha do ótimo Adeus, Lenin). É novamente um desses casos em que a trilha cai como uma luva, e como diz esse site, algumas músicas parecem saídas de uma caixinha musical parisiense. Download disponível aqui
3. Na Natureza Selvagem (EUA, 2007)
(leia crítica do Mosaico aqui) Mais um caso de adaptação literária, Na Natureza Selvagem (ou Into the WIld), dirigido pelo também ator Sean Penn, é baseado no livro homônimo do jornalista Jon Krakauer, e conta a história verídica de Christopher McCandless, um jovem recém-formado que se aventura pelos Estados Unidos da América até chegar ao Alasca. Pra quem gosta de rock, e pra quem gosta de Perl Jam, é um prato cheio. A trilha é toda interpretada por Edie Vedder e soa como um disco da banda (embora seja o primeiro trabalho solo do vocalista). Download aqui.
4. Pequena Miss Sunshine (EUA, 2006)

(leia crítica do Mosaico aqui) Outra trilha sonora sempre muito elogiada é a do filme Pequena Miss Sunshine, que conta a história de uma família bem excêntrica composta por desajustados (como exemplo temos Dwayne, o adolescente que lê Nietzsche e faz um voto de silêncio), os Hoover, que percorre o caminho do Novo México até a Califórnia em uma Kombi amarela com o objetivo de levar a caçula para um concurso de beleza. A trilha foi inteiramente composta pelo grupo DeVotchKa (conhecido por misturar música romena, grega, eslava, bolero e mariachi com raízes do folk e punk americanos) em parceria com o compositor de trilhas Mychael Danna e alguns outros músicos. Confira aqui.

5. [500] dias com ela (EUA, 2009)
[500] dias com ela (leia crítica do Mosaico aqui), do diretor Marc Webb, chamou a atenção do público por subverter alguns dos lugares comuns da comédia romântica. O filme gira em torno do relacionamento de Tom Hansen e Summer Finn, que não é exatamente o mar de rosa que podemos ver em outros filmes típicos do gênero. Assim com as características peculiares do filme, o que também chama a atenção é a trilha sonora. Tem, entre outros, The Smiths, Simon and Gurfunkel, Feist, Regina Spektor, Carla Bruni e Wolfmother. E, claro, She & Him, o dueto composto por M. Ward e pela protagonista-atriz-cantora-e-linda Zooey Deschanel, que faz uma versão de “Please, Please, Please Let Me Get What I Want” dos Smiths. Uma outra versão que agrada – e que gerou esse clipe fofo – foi a de Meaghan Smith para “Here Comes Your Man”, do Pixies. Download aqui.

Tags: , ,