Sim, senhor!Jim Carrey é um ator singular. Em comédias, se entrega aos personagens sem medo de passar por ridículo. Além disso, já provou que em papéis dramáticos não faz feio. O filme que escolhi para essa categoria tem um pouco dos dois mundos.

Em “Sim, senhor”, Jim Carrey (Brilho eterno de uma mente sem lembranças) interpreta Carl Allen, um homem cuja vida não está indo a lugar algum e resolve se inscrever num programa de auto-ajuda baseado em uma única premissa: dizer sim para toda e qualquer coisa. Liberar o poder do “SIM” começa a transformar a vida de Carl de formas surpreendentes e inesperadas, fazendo com que seja promovido no trabalho e abrindo as portas para um novo amor. Mas com sua intenção de abraçar todas as oportunidades, ele pode acabar descobrindo que tudo que é demais enjoa.

A primeira vista, “Sim, senhor” é Jim Carrey no velho estilo extravagante, com expressões e trejeitos que o consagraram desde os tempos de Debi e Loide e Ace Ventura. A diferença aqui é a maneira leve e divertida com que as situações são mostradas no filme e o arco dramático que é bem construído, não deixando o filme com uma ar de comédia besteirol. Outro ponto que gosto bastante é o elenco de apoio que conta com a fofa Zooey Deschanel e o hilário Rhys Darby, que rouba a cena nos momentos em que aparece. Vale a pena ver sem compromisso.

Tags: ,