É ímpossível começar a falar de grandes nomes da sétima arte, sem mencionar um dos mais competentes diretores de cinema e um ator que marcou época com seus personagens fortes e temidos. Muito antes do cinema dos anos 70/80 ser invadido por uma onda de “filmes testosterona” graças a nomes conhecidos do grande público como Stallone, Schwarzeneger e Bruce Willis, Eastwood já trazia em seus papéis a personalidade do homem que resolve tudo sozinho, o famoso “exército de um homem só” ou simplesmente brucutu.
Na juventude, Eastwood frequentou a escola de maneira irregular graças às mudanças de emprego de seu  pai e teve uma série de trabalhos braçais antes de entrar para os serviços especiais do exército em 1950. Sua carreira como ator começou em 1959 no seriado Rawhide, onde interpretava o personagem Rowdy Yates. A partir daí, Eastwood deu sequência a uma longa e bem sucedida carreira no cinema com os filmes Perseguidor Implacável (1971), onde interpretava o policial truculento Dirty Harry, O Estranho que nós amamos na pele do sargento ianque ferido, atendido por jovens de uma escola sulista da Geórgia.

Desde essa época, Eastwood arriscava na direção de alguns filmes estrelados por ele. Os filmes Perversa Paixão (1971) e Fora da Lei (1976) deram início a sua carreira como diretor. Mas o melhor ainda estaria por vir, os anos 2000 podem ser considerados os anos de glória de Eastwood como diretor basta ver a lista de trabalhos realizados pelo mesmo: Dívida de Sangue (2002), Sobre Meninos e Lobos (2003), Menina de Ouro (2004) – ganhador do oscar de melhor filme nesse ano, A Conquista da Honra (2006), Cartas de Iwo Jima (2006), Gran Torino (2008), A Troca (2008), Invictus (2009) e Além da vida (2010).

Tags: ,